O sector imobiliário na Suíça pode ser bastante complicado, dependendo das regiões. As zonas de Zurique, Genebra e Lausanne estão completamente sobrelotadas e, por essa razão, verificam um preço elevado das rendas. Noutras áreas do país, como Valais, as rendas já ficam mais em conta, aparecendo cada vez mais casas vazias, o que também representa uma contínua e ligeira redução nos preços.

Tal como analisámos noutros artigos, como naqueles relacionados com os salários, as rendas também variam consoante as zonas do país. Igualmente ao caso de Portugal, as regiões mais populosas representam rendas mais caras. No entanto, ao contrário da situação vivida em Lisboa ou Porto, as rendas mantêm-se adequadas ao nível de vida. Ninguém irá consentir que alugues um espaço se não garantires um rendimento três vezes superior ao preço do aluguer. Por exemplo, se receberes um salário de 3000 francos, só conseguirás alugar casas com valores inferiores aos 1000 francos.

De referir que as habitações modernas têm, obviamente, rendas superiores às antigas. Mesmo assim, o parque imobiliário suíço encontra-se em bom estado, na sua generalidade.