Cinco hospitais deixam um aviso a Alain Berset

Com a situação atual do Covid-19 na Suíça, cinco hospitais universitários Suíços deixam um aviso ao Conselheiro Federal Alain Berset.

Carta enviada esta semana

Os hospitais de Basel, Bern, Zürich, Lausanne e Genève fizeram par da "grande preocupação quanto à situação atual". As camas nas unidades de cuidados intensivos são cada vez mais raros e o pessoal nos hospitais está a atingir um ponto de ruptura.

Desde outubro, os hospitais universitários adiaram mais de 4000 operações. "As questões éticas vão ser perguntadas", referiu o diretor do hospital de Bern.

Terceira vaga depois das festas

Os diretores dos hospitais estão preocupados da possibilidade de existir uma terceira vaga depois das festas e que o sistema hospitalar quebre. Por isso, pede uma intervenção mais rigorosa por parte do Conselho Federal.

"O número de pacientes Covid no CHUV (Hospital universitário em Lausanne), 240, continua a ser muito importante, e diminui lentamente", referiu o diretor Philippe Eckert no telejornal na RTS, ontem à noite. "É muito mais do que na primeira vaga desta primavera. "Os nossos colaboradores estão cansados e fartos. É uma carga enorma que eles assumem".

Para o diretor do CHUV, temos de estar prontos para novas restrições com fechos de estabelecimentos. "Não podemos assumir uma terceira vaga. Não podemos abrir unidades extras: com a fadiga dos nossos colaboradores, arriscamos a ruir o sistema hospitalar".

Fonte: RTS

 

 


Regras para viajar para Portugal de carro

Muitas pessoas têm perguntado o que é necessário levar para poder viajar de carro para Portugal. A verdade é que as informações dadas pelos países vizinhos não são totalmente claras, sobretudo com as novas medidas que entram em vigor em França.

Como se pode atravessar a França a partir de dia 15 de dezembro?

Entre as 6h da manhã e as 20h, não existe qualquer restrição ou documento a preencher. Podes viajar livremente.

Depois das 20h, a história é outra porque, supostamente, não pode haver circulação durante essas horas e não deverias circular de carro. No entanto, isso é uma pergunta que vários média franceses fizeram e estão à espera de resposta, pois muitos franceses também querem viajar durante a noite para reencontrar as suas famílias para as festas de natal. O Governo Francês referiu que iria dar novidades antes de dia 15 de dezembro. É provável que seja necessário preencher um documento que permite transitar em França durante a noite.

Como se pode atrevessar a Espanha?

Em Espanha não precisas de preencher nenhum documento. Por enquanto o trânsito é permitido entre regiões autónomas espanholas e, portanto, também podes transitar por Espanha para ires a Portugal. No entanto, atenção, a partir de dia 23 de dezembro até dia 6 de janeiro, não será possível dormir num hótel em Espanha. Isto, mesmo se estiveres em trânsito e quiseres dormir uma noite no caminho. O turismo é completamente proibido em Espanha de 23 de dezembro a 6 de janeiro.

Para obteres informações atualizadas verifica o site oficial de cada país.

Emigrar para a Suíça não se responsabiliza por nenhuma informação dada neste artigo. Cada viajante tem de se informar com as autoridades competentes antes de viajar.

 


Revista de imprensa - onde apareceu a nossa petição

Na última sexta-feira lançamos uma petição que já teve mais de 10'000 assinaturas. A OFSP/BAG recebeu hoje por correio registado a mesma. Enquanto esperemos por uma resposta, eis todos os links para os artigos e jornais onde apareceu a nossa petição.

Telejornal da RTS

A nossa petição apareceu no telejornal da RTS, podes ver o vídeo nesta publicação: vídeo da RTS

Rádio Rhône FM

Um artigo assim como na rádio nas informações flash. Link para o artigo.

20minutes e 20minuten

O média gratuito teve artigos na parte alemã e francesa.

Tribune de Genève

O média de Genève também fez um artigo.

24heures

O jornal 24heures do cantão de Vaud também fez um artigo

Nouvelliste

O jornal do cantão do Valais também reservou hoje um espaço para a petição.

Léman Bleu

A TV léman Bleu também fez uma reportagem para a nossa petição.

Se viste mais sítios onde a petição apareceu, coloca nos comentários abaixo a ligação.

 

 


As medidas da confederação para a época natalícia - Covid-19

Certamente já sabes que Portugal entra na lista de risco a partir de dia 14 de dezembro. Emigrar para a Suíça tomou a iniciativa de criar esta petição para remover Portugal dessa lista, por várias razões factuais. Podes assinar aqui, já temos mais de 1500 assinaturas. Esta petição será entregue às autoridades competentes para reavaliar a lista de risco antes da entrada em vigor da mesma, no dia 14 de dezembro.

Na conferência de imprensa de hoje foram dadas as novas medidas para a época natalícia.

Esqui permitido, com algumas condições

A partir de dia 22 de dezembro as estâncias terão de ter uma autorização do cantão para abrir as instalações de esqui. Para além disso, terão de ter conceitos de proteção. A autorização só será dada se a situação da pandemia o permitir, ou seja, que haja capacidade suficiente nos hospitais, nos centros de testes e de rastreamento de contactos.

Teleféricos com 2/3 da capacidade

A mascara será obrigatória em todos os tipos de teleféricos e nas filas de espera. A distância de 1.5 metros terá de ser respeitada. Nos teleféricos fechados, a capacidade será de 2 dois terços. Estas medidas entram em vigor na quarta-feira dia 9 de dezembro.

As regras nos restaurantes são idênticas às medidas em vigor.

Para o Conselho Federal a preocupação está no número de casos

Depois de uma descida de casos, verifica-se a estagnação por volta dos 4000 casos diários. Isto é o que preocupa o Conselheiro Federal Alain Berset. "Estamos a falar de uma possível reviravolta a alto nível sobre a pandemia, isto é que nos preocupa".

Novas medidas nos comercios

Com o aproximar da época natalícia o número de pessoas em lojas e supermercados será superior ao normal. Por isso, a confederação decidiu que nos grandes supermercados e lojas, o número de metros quadrados necessários por cliente será de 10 m2, em vez dos 4m2 atuais.

Em todos os restaurantes, a nível nacional, será obrigatório fazer o rastreamento dos clientes. Na véspera do ano novo, os restaurantes poderão encerrar à 01h00 em vez das 23h atuais.

Agrupamentos privados até 10 pessoas

O limite para agrupamentos privados fica nas 10 pessoas para o natal. O Conselho Federal recomenda que haja no máximo duas famílias de casas diferentes para evitar a multiplicação de contactos. Na presença de pessoas de risco, o uso de mascara tem de ser privilegiado e as distâncias respeitadas.

Cantos de natal proibidos

Todos os cantos fora do círculo familiar e da escola obrigatória estão proibidos, tanto no interior como no exterior.

 


Medidas para a época natalícia - Cantão do Valais/Wallis

O cantão do Valais realizou hoje uma conferência de imprensa com as medidas para a época natalícia

Restaurantes reabrem a 14 de dezembro.

  • O tamanho dos grupos na mesma mesa não pode exceder 4 pessoas (excepto para os pais com os seus próprios filhos).
  • Os restaurantes terão de fechar às 23 horas e não poderão abrir antes das 6 horas da manhã.
  • Será possível consumir no bar, mas apenas se os clientes estiverem sentados e se houver 1,5 metros entre clientes.
  • A utilização da aplicação "SocialPass" é obrigatória (pode ser substituída por uma lista exaustiva de todos os clientes).

Ajuntamentos continuam limitados

  • Em casa, não será possível reunir mais de 10 pessoas, um número que inclui crianças. Isto aplica-se à festa de Natal.
  • Os encontros espontâneos na área pública estão limitados a 15 pessoas.
  • Continuam a ser proibidas as reuniões de mais de 50 pessoas. Isto também se aplica às reuniões dos partidos políticos. A única excepção são as reuniões dos órgãos legislativos cantonais e municipais.
  • São proibidas as reuniões públicas de 31 de Dezembro a 1 de Janeiro.
  • Os fogos de artifício são proibidos durante as férias de Natal e Ano Novo.

Cinemas, ginásios e museus vão reabrir. Discotecas continuam fechadas

  • Cinemas, museus, bibliotecas, teatros, instituições culturais, salas de concertos e centros de fitness poderão reabrir, com a implementação de um plano de protecção.
  • Os mercados de Natal são permitidos, mas o consumo no local não é permitido.
  • As discotecas continuam fechadas.

Mascara obrigatória nas instalações de esqui (teleféricos, finiculares, etc)

A menos que a Confederação decida de forma diferente, o Valais permite a abertura das instalações de esqui. As mascaras são obrigatórias em todos os tipos de teleféricos.

Uso de mascara

A obrigação de usar uma mascara permanece em vigor na escola desde o primeiro ano do Ciclo de Orientação.

A mascara deve ser sempre usada em lojas, em transportes públicos, mas também em cinemas, mercados e mercados de Natal, em particular.

Vales num valor de 2 milhões para a saúde.

O Conselho de Estado do Valais decidiu disponibilizar 2 milhões de francos para recompensar o pessoal de saúde. Cada empregado a tempo inteiro receberá um voucher de 160 francos.

Polícia irá efetuar mais controlos

O comandante da policia cantonal referiu que irá haver mais contolos. Se houverem infratores, as multas podem chegar aos 250 francos para as pessoas que não utilizam mascara, por exemplo.

 

 

 

 


Parlamento Suíço aceita o casamento para todos

O casamento para todos será brevemente uma realidade na Suíça. Após sete anos de processo parlamentar, o Conselho de Estados juntou-se ao Conselho Nacional para abrir o casamento a todos os casais.

22 votos contra 15

Com 22 votos contra 15 foi aceite o casamento para todos. A comunidade LGBT Suíça celebra um dia histórico depois de vários anos de espera. É necessário relembrar que fim 2020, a Suíça é um dos únicos países da Europa ocidental a não autorizar o casamento para todos.

Ainda faltam alguns obstáculos a ultrapassar

Depois de um debate aceso no parlamento, onde alguns senadores queriam um voto popular para a modificação da Constituição. No entanto, a 22 votos contra 20, os senadores consideram que uma simples modificação da lei é suficiente.

Para além disso, os senadores também votaram para que os casais lésbicos pudessem recorrer à doação de esperma. Este avanço permite que estes casais possam recorrer a essa doação sem sair da Suíça. O projeto também reconhece a esposa da mãe progenitora como segunda mãe. Antes era necessário recorrer à adoção.

O dossier regressa ao Conselho Nacional para finalizar os detalhes, onde uma decisão poderá ser tomada até ao final do ano. Uma vez tomada a decisão, o projeto poderá ainda ser sujeito a um referendo opcional.

 


Votações "empresas responsáveis" e "proibição de financiamento para material de guerra" rejeitadas

Os Suíços foram às urnas para votar sobre duas iniciativas: "empresas multinacionais responsáveis" e "para uma proibição do financiamento dos produtores de material de guerra".

Iniciativa empresas multinacionais responsáveis

A iniciativa "para as multinacionais responsáveis" sofreu as consequências da regra da dupla maioria - cantões e povo. Apesar de um voto "sim" de 50,7% do povo, o texto que pretendia impor regras rigorosas às empresas foi rejeitado por mais de metade dos cantões. Esta falha abre o caminho para a entrada em vigor da contra-proposta indirecta elaborada pelo Parlamento.

Segundo Géraldine Viret, porta-voz da ONG Public Eye, entrevistada na RTS, "não podemos falar de uma vitória porque este contra-projecto não permitirá combater as violações dos direitos humanos. O nosso sentimento é uma mistura de desilusão e orgulho porque percorremos um longo caminho".

A contraproposta obriga as empresas suíças a monitorizar de forma transparente os riscos das suas actividades para o ambiente e a população no estrangeiro, segundo a conselheira federal Karin Keller-Sutter. Em particular, estas empresas terão de exercer a devida diligência no que diz respeito ao trabalho infantil e aos minerais de guerra. Em alguns casos, a Suíça irá ainda mais longe do que outros países.

Iniciativa para uma interdição do financiamento dos produtores de material de guerra

A iniciativa "por uma proibição do financiamento dos produtores de material de guerra" foi rejeitada por 57,4% dos eleitores e pela maioria dos cantões. Apenas Genebra, Neuchâtel, Jura e Basel-Stadt apoiaram o texto. Assim, esta iniciativa não passa e os investidores podem continuar a investir em empresas deste género.

Qual é a tua opinião sobre estes resultados?

Fonte: RTS

 

 


As recomendações do ministério da saúde para as festas de fim de ano

O natal e ano novo estão à porta. Por essa razão, o ministério da saúde Suíço (BAG/OFSP) publicou recomendações para as festas de fim de ano.

Para a OSFP, se estás preocupado por realizar estas festas este ano, discute com os teus amigofé e família. É perfeitamente compreensível se quiseres cancelar as festividades deste ano.

Pelo contrário, se quiseres reunir-te, a BAG/OFSP recomenda de manter o risco de infeção tão baixo quando possível, antes e depois das férias. Ficam aqui as recomendações da BAG/OFSP:

Antes das férias: compras de presentes

  • Desinfecta as mãos ao entrar e sair de lojas e mercados.
  • Mantem a distância quando fizeres compras ou estiveres numa fila de espera. É importante manteres a distância, mesmo que todos estejam a usar uma máscara.
  • Faz as tuas compras com antecedência: compra presentes com antecedência suficiente para evitar multidões nas lojas.
  • Está atento ao trânsito na hora de ponta: quando possível, tenta fazer as tuas compras quando há pouca gente.
  • Faz uma lista: pensa nas prendas que queres compras e em quais lojas os podes encontrar. Desta forma vai reduzir o número de sítios e o tempo que estiveste nas compras.
  • Escolhe o pagamento sem contact, com o teu cartão ou smartphone para reduzir o risco de infeção. O Coronavírus pode estar presente em superfícies como dinheiro ou terminais de pagamento. Quanto menos objectos tocares, menor será o risco de as tuas mãos entrarem em contacto com o vírus.

Antes das festas: instalar SwissCovid

A aplicação SwissCovid ajuda a interromper as correntes de transmissão mais rapidamente. Avisa-te do risco de infecção se estiveste em contacto com uma pessoa que tenha dado positivo no teste. É muito útil se não conheceres a pessoa em questão e se estiveste em contacto com ela por acaso.

Antes das festas: planear as festividades

Que contactos posso evitar?

Duas semanas antes das férias, tenta encontrar-te com o menor número possível de pessoas. Isto reduzirá o risco de propagação desconhecida do vírus durante as férias. E também evita que estejas confinado durante as festas.

Há pessoas vulneráveis na minha família?

Pensa especificamente em como os podes proteger. A combinação ideal: mantém a distância, usa uma máscara e lava as mãos regularmente com sabão.

Como nos devemos comportar?

Antes das férias, tentem estabelecer as regras com todos os envolvidos. Por exemplo, decidir como se vão cumprimentar uns aos outros.

Onde vão realizar as festas?

Se possível, escolher instalações espaçosas. Tentem também organizar as festividades ao ar livre, ou pelo menos algumas partes, tais como o aperitivo. Pois, as infecções por coronavírus são mais raras no exterior.

Quem se senta onde?

Se possível, planear várias mesas. Idealmente, as pessoas que vivem debaixo do mesmo teto deveriam sentar-se à mesma mesa. Porquê? Se te sentares perto de pessoas com as quais já tens "contacto próximo", limitas automaticamente o risco de contaminação.

Como organizar a refeição?

Manter as distâncias tanto quanto possível, por exemplo, utilizando várias panelas e frigideiras. Evitar também que todos toquem nos mesmos objectos (saladeiras, molhos, garrafas, condimentos, etc.).

Dica para o aperitivo: planear um conjunto de aperitivos por pessoa/família em vez de saladeiras em que todos tocam. Dica para o prato principal: servir num prato. O risco de transmissão é maior com buffets, já que todos os convidados tocam nos mesmos utensílios.

Durante as festas: como se comportar

Limitar ao máximo contáctos próximos

Fica perto de pessoas que já fazem parte dos teus contactos próximos (por exemplo, parceiro, filhos, colegas de quarto). Mantém a distância de pessoas que não viste nos últimos dias. Isto reduzirá o número de novos contactos próximos e, consequentemente, o risco de infecção.

Reencontros

É melhor cumprimentarem-se uns aos outros à distância e evitar abraços e beijos.

Cantar

Cantar num coro ou tocar um instrumento de sopro pode aumentar o risco de contaminação. Em vez disso, ouve canções de Natal gravadas.

Ventilação

As instalações devem ser ventiladas regularmente, ou seja, durante 5 a 10 minutos de hora em hora ou de duas em duas horas. A forma mais simples de o fazer é ter uma pessoa responsável pela ventilação.

Higiene das mãos

Lava as tuas mãos regularmente com sabão. Caso contrário, utiliza desinfectante. Dica: Coloca um frasco de desinfectante sobre a mesa para que tenhas sempre algum à mão.

Distância e máscaras

Tentem manter uma distância de 1,5 metros. Se isto não for possível durante toda a festa, usar uma máscara antes e depois da refeição. Mesmo quando a distância é suficiente, as máscaras fornecem uma protecção extra.

Fica em casa se tiveres sintomas

Sentes-te doente? Fica em casa!

Depos das festas: continuar a limitar o risco de contaminação

Limitar os contactos

Encontrar o menor número possível de pessoas nos dias depois das festas. Se foste infetado nesse período, é importante de não transmitir o vírus a outras pessoas.

Limpa a tua casa

A festa ocorreu na tua casa? Limpa todas as superfícies frequentemente tocadas, por exempo, puxadores de portas, torneiras, etc.

Esta lista é a recomendação do ministério da saúde Suíço para as festas de fim de ano.

 

 


Conselho Federal preocupado com possíveis tensões com a Europa

A Suíça pode vir a ser o único país europeu a abrir a temporada de esqui no natal.

O governo federal alemão vai pedir à união europeia para proibir férias de esqui até ao 10 de janeiro

Nos alpes europeus, unicamente a Aústria e a Suíça decidiram, por agora, abrir as pistas de esqui na temporada de Invero. Em França, por exemplo, o primeiro-minitro francês, Jean Castex, já anunciou esta quinta-feira que as estações de esqui não poderão reabrir os resorts de esqui. Na Alemanha, Angela Merkel pediu aos alemães para não fazerem estadias de esqui no natal. Assim, o Governo alemão vai pedir a UE para proibir estes tipos de viagens até dia 10 de janeiro.

Se isto acontecer, é possível que a Suíça seja o único país dos alpes a abrir as pistas de esqui. Em conferência de imprensa, o Conselho Federal referiu que isso poderia criar tensões com os países vizinhos. Alain Berset referiu que o Conselho Federal estava em contacto com os países vitzinhos para discutir estas estratégias opostas.

Para Alain Berset "Na Suíça, podemos ir esquiar, com planos de protecção".

Semanas cruciais

Nesta conferência de imprensa, Alain Berset comentou a evolução da pandemia. "Podemos ver que a Suíça continua com uma evolução positiva". No entanto, "todos devem remar para o mesmo lado, participar", insistiu o Ministro da Saúde.

Alain Berset sublinhou a boa coordenação para a reabertura dos restaurantes na parte francesa da Suíça. No entanto, deixou um aviso: "Não devemos imaginar que a situação ficou para trás". "As semanas que temos pela frente são cruciais, com as festividades de fim de ano, as férias. Isto é o que temos de dominar para evitar uma deterioração nas próximas semanas".

Medidas têm de ser mantidas

O Conselho Federal é de opinião que as medidas devem ser mantidas e que os cantões, se necessário, devem tomar medidas adicionais. "Devem ser tomadas medidas até que regressemos a um nível onde seja possível rastrear os contactos", afirmou Alain Berset.

O governo deseja agora poder discutir com os cantões um pacote de medidas para as festividades de fim de ano. "Estas são medidas que devem incluir os desportos de Inverno", já discutidos anteriormente.

Primeiras vacinas esperadas no início de 2021 na Suíça

Alain Berset voltou a abordar a questão das vacinas nesta conferência de imprensa.

"Podemos esperar que as primeiras doses estejam disponíveis, se tudo correr bem, no final de Janeiro", disse o ministro da saúde. "Isto significaria que podemos começar a vacinar nessa altura, mas com volumes baixos. Há que compreender que isto é extremamente complicado de um ponto de vista logístico. Grandes volumes virão mais tarde."

"Penso que é justo dizer que estamos à frente da União Europeia ou o Canadá [na questão das vacinas]", acrescentou.

 

 


Procurar trabalho na Suíça

Existem vários meios para procurar trabalho na Suíça:

  • sites de procura de emprego;
  • sites das grandes empresas;
  • empresas de recrutamento;
  • anúncios em jornais locais;
  • sites institucionais e de associações.

Sites de procura de emprego

Diversos sites são utilizados para busca de emprego na Suíça, alguns mais dominantes em certas regiões do que outros. Aqui fica a lista dos principais:

Sites de grandes empresas

Algumas empresas colocam as suas ofertas de emprego diretamente no seu website. No entanto, apesar de este ser um método frequente, hoje em dia, as mesmas ofertas são publicadas igualmente em, pelo menos, um dos endereços citados anteriormente. Aqui fica uma lista não exaustiva de grandes empresas na Suiça:

  • ABB (indústria mecânica);
  • Roche (indústria farmacêutica):
  • La Poste (serviços)
  • Nestlé (indústria alimentar)
  • Novartis (indústria farmacêutica)
  • Migros (comércio)
  • Coop (comércio)
  • Holcim (materiais de construção)
  • E outros...

Empresas de recrutamento

Tal como em Portugal ou no Brasil, é possível recorrer a entidades de recrutamento. Aqui existem várias empresas de grande dimensão, como por exemplo a Adecco e a Manpower, mas também encontramos pequenas e médias empresas que prestam o mesmo serviço. Existem ainda entidades focadas especificamente num determinado ramo, como a Interima, que propõe funções no ramo da engenharia, construção e indústria.

Anúncios em jornais locais

Uma vez que a Suíça é um país regionalista, muitas companhias recorrem aos jornais ou rádios locais para anunciar novos empregos. Se já tiveres em vista uma zona para te estabeleceres na Suíça, não hesites em procurar trabalho no jornal regional. Aqui fica uma lista dos jornais mais conhecidos, dividios por região.

Região alemã:

  • Aargueur Zeitung (cantão da Argóvia);
  • Basellandschafliche Zeitung (cantão de Basileia);
  • Blick
  • Tages-Anzeiger (cantão de Zurique);
  • Neue Zürcher Zeintung;
  • Berner Zeintung (Cantão de Bern)

Região francesa:

  • Le Temps (rúbrica emprego às sextas-feiras);
  • Tribune de Genève (cantão de Genebra, rúbrica emprego às quartas-feiras);
  • Le Matin;
  • Le Nouvelliste (cantão do Valais, rúbrica emprego às terças-feiras);
  • 24 heures (rúbrica emprego às quintas-feiras);

Região italiana:

  • Corriere del Ticino;

Candidaturas espontâneas

Atualmente, as candidaturas espontâneas não são a melhor forma para conseguir um emprego. Não deixa de ser possível. No entanto, é recomendável combinar este método de busca com os restantes pontos enumerados acima.