O carro é um assunto sempre delicado para falar quando falamos de finanças pessoais.

Sim, é certo, nem todos podemos-nos livrar do carro, pois talvez porque precisas dele para o teu trabalho, porque tens três filhos, um que toca piano, outro que faz yoga e o outro pônei aquático, com horários loucos, no fundo de um vale transversal ao vale do rio Ródano.

O carro uma história de amor?

Já reparaste que muitos de nós, emigrantes, depois de algum tempo depois de chegarmos à Suíça queremos ter um bom carro. Claro, que existem muitas excepções, mas é verdade que grande parte de nós faz isso. Eu fiz o mesmo, e percebi que errei.

Não nos vamos enganar, chegamos a um país em que temos um óptimo poder de compra comparado a Portugal. De um lado, queremos aproveitar esse poder de compra para ter um carro que, possivelmente, não seria possível tendo ficado em Portugal. Por outro lado, também é uma forma de mostrarmos que estamos bem e que fizemos uma boa escolha em emigrar. Depois, há pessoas que simplesmente gostam de carros, o que é perfeitamente normal.

Mas a verdade, é que o carro é uma das maiores despesas, sobretudo na Suíça.

Carros caros -> seguros caros

Vivemos num país onde os seguros são reis.

Reis. porque são caros.

Na Suíça, uma fatia do orçamento familiar é para pagar seguros. E infelizmente, esses não são baratos.

Um aparte, na página também propomos seguros em parceria com empresas portuguesas que se encontram na Suíça e poderemos ver contigo de que forma podes poupar e ter o melhor seguro consoante a tua utilização 🙂 Podes me mandar uma mensagem se estiveres interessado.

O seguro do carro, como é óbvio, será mais caro quanto mais caro for o carro.

Depois temos o facto de sermos portugueses. Os portugueses pagam mais caro o seguro do que os Suíços. Será descriminação?

Não, não é. Infelizmente são estatísticas.

Como os portugueses fazem mais estragos, os seguros são mais caros. – E infelizmente, por vezes, pagamos pelas fraudes dos outros. O que não percebem é que pagamos todos por isso. –

Perda de valor do carro

Infelizmente, os carros perdem valor a cada dia que passa. Em média 10% por ano. Esse valor é mais elevado para carros novos e inferior para carros mais antigo.

Por isso, se precisares de um carro, compra em segunda mão…mas também com cuidado.

E se tiveres leasing…

Por vezes não conseguimos comprar um carro a pronto. E fazemos um leasing. Fiz o mesmo. E arrependo-me, pagas juros por algo que perde valor a cada dia que passa. O mesmo não acontece por exemplo com um investimento imobiliário, que por vezes, ganha valor ao longo do tempo.

Ou seja, andas a pagar taxas e taxinhas, para algo que no final do teu leasing, vai valer muito menos e que não te dá retorno. Será que vale a pena?

Se puderes….compra sem leasing!

O imposto automóvel

Se já não chegassem os gastos já enunciados, ainda temos de pagar o imposto automóvel.

Como se calcula esse imposto?

Uma boa pergunta. Pois, depende do cantão da imatriculação.

Pode depender da cilindrada, potência (CV), peso total ou certos critérios combinados.

Se tiveres gostos de luxo, por exemplo um Porsche 911 Carrera 4S PDK vais pagar 400 francos no cantão do Valais e 2043 francos no cantão de Genève. Ou seja, 5 vezes mais em Genève.

Para andar nas auto-estradas também pagas

Felizmente andar nas auto-estradas na Suíça só custa 40 francos por ano.

Mas, não deixa de ser mais uma despesa que tens de adicionar.

Pneus de verão e inverno, custos de manutenção, reparações…

Para além de todos os custos anterior, ainda tens tudo o que é manutenção e pneus. Reparações e manutenção na Suíça é caro. Pois, vivemos num país onde a mão de obra é cara. Por isso é que também é importante ter um carro fiável e, ao comprar um carro em segunda-mão, verificar tudo ao pormenor. Porque às vezes o barato sai caro.

E claro, o carro não anda sozinho, tens os custos da gasolina e gasóleo (ou eletricidade).

E, ainda, o lugar de estacionamento

É possível que tenhas de pagar um lugar de estacionamento. Este pode custar 50 francos por mês ou até pode chegar a 200 ou 300 francos por mês em cidades onde os estacionamentos são raros.

Estamos a falar de uma despesa anual de 600 a 3600 francos por ano.

Estamos a falar de 6000 a 36000 francos em 10 anos.

Se puderes, não compres carro.

Se quiseres a tua independência financeira o mais rápido possível: não compres um carro. Esta é uma das maiores despesas na Suíça

Vivi dois anos sem carro e foi perfeito. Temos sorte de viver num país onde temos uma das melhores redes de transportes do mundo. Os SBB-CFF-FFS é sem dúvida uma das melhores redes ferroviárias do mundo.

Claro, também não é barato. Mas se contabilizares tudo, o comboio é bem mais barato.

Infelizmente, com o trabalho que tenho atualmente e com o contrato que assinei, sou obrigado a ter um carro. Portanto, não me posso safar. No entanto, somos dois no agregado familiar, e só temos um carro.

Se não puderes livrar-te do carro, pelo menos tenta ter só um.

E tu, conseguirias viver sem carro?

Privacy Preference Center